MRMala
Um Blog Pra Quem Quer Se Informar

Sem focar na concorrência do mercado, Luiz Carlos Trabuco Cappi trouxe resultados para o Bradesco October 18, 2017

 

Assim que foi efetivado no posto de presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco Cappi tratou de viabilizar no ano de 2009, a construção da Universidade Corporativa. Nos dias atuais, contudo, trata-se de uma espécie de centro de estudos onde ocorre a formação de executivos de diversas áreas da instituição. A interação do presidente do Banco, no entanto, não fica limitada ao aumento da bagagem intelectual dos seus colaboradores. Até mesmo a ocasião em que algum funcionário é promovido torna-se motivo para que ele estabeleça um laço mais próximo com o envolvido.

Embora demonstre grande interesse em proporcionar planos de carreira aos funcionários da corporação, Luiz Carlos Trabuco volta-se também para o quadro de colaboradores de outras instituições que não o Bradesco. Em um dos casos mais emblemáticos de contratação, ele trouxe para a companhia os serviços de Renato Ejnisman, um executivo que passou a responder por um importante setor dentro da organização. Diferentemente dos novos contratados, o agora presidente trabalhou durante toda a vida na mesma instituição financeira.

No ano de 2015, com base na avaliação do desempenho de Luiz Carlos Trabuco, a revista Dinheiro resolveu homenageá-lo com o troféu “Empreendedor do ano”. O executivo, que começou em uma das funções mais elementares dentro da instituição, teve de conciliar a faculdade que cursava na Universidade Estadual Paulista (UNESP), juntamente com o cargo de escriturário. Décadas depois alcançou o cargo de presidente do Bradesco, mas antes que isso ocorresse ele trabalhou nas muitas áreas que a empresa possui, de modo que pôde mostrar longamente o modo como conduzia seu trabalho.

O executivo percorreu o mesmo plano de carreira que outros colaboradores trilharam, já que a instituição possuía uma política de trabalho onde os funcionários devessem aprender um pouco da dinâmica e de todos os serviços realizados dentro da companhia. O destaque na forma de trabalhar do agora líder máximo da corporação foi percebido pelo conselho de administração do banco assim que a lucratividade do setor em que era gestor começou a aumentar exponencialmente, de forma a influenciar positivamente no lucro de todas as outras áreas.

Quando assumiu a presidência, o executivo decidiu não embarcar na onda da liderança pelo segmento bancário, ao contrário de alguns gestores de outros bancos. A grande preocupação de Luiz Carlos Trabuco Cappi foi conseguir gerir os negócios de maneira que a qualidade de tudo o que a instituição oferecia fosse mantido. Mesmo assim, a companhia passou a liderar o mercado, já que um negócio em específico também colaborou por projetar a organização a um lugar de destaque diante do acirrado cenário.

O negócio em questão referia-se ao fato da companhia ter realizado, por meio de negociações elaboradas por Luiz Carlos Trabuco, a aquisição de uma organização que pertencia a um concorrente. Com a estimativa de que 5,2 bilhões de dólares tenham sido movimentados pelo banco até a finalização da compra, o mercado depositou toda a sua atenção sobre o desempenho da corporação. O retorno financeiro da grande aplicação começou a aparecer em forma de aumento do fluxo de clientes que demandaram por mais serviços bancários.

 

Categories: Posts